(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
 
O Polêmico - Suas ideias nos movem
Login / Cadastro Seta Dupla
Olá, Visitante.
Logar com Facebook
Esqueceu a senha?
Cadastrar
Ícone Enquete O Polêmico quer saber a sua opinião:
Home   

Política


           

Pobres não fazem filhos para ganhar Bolsa Família, diz IBGE

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Polêmica Imprimir
Comunicar Erro Comunicar Erro
Pobres não fazem filhos para ganhar Bolsa Família, diz IBGE

Você já deve ter ouvido alguém falar ou então você mesmo afirmou preconceituosamente algo parecido com: "Conheço muita gente que só faz filho para ganhar Bolsa Família. É o maior programa de compra de votos". Não é o que dizem os dados do último levantamento feito pelo IBGE, que mostrou que na quinta parte (20%) mais pobre do Brasil foi onde se registrou a maior redução do número de nascimentos.

O fato é que na última década, no Brasil, o número de filhos por família caiu 10,7%. Entre os 20% mais pobres do país, a queda no mesmo período foi 15,7%. Uma diferença de 5%. A maior redução foi encontrada entre os 20% mais pobres que vivem na Região Nordeste: 26,4%. Uma diferença de 15,7% em relação à média nacional.

A pesquisa mostra que, em 2003, no Brasil, a média de filhos por família era de 1,78 e passou para 1,59 em 2013. Entre os 20% mais pobres, as médias registradas foram 2,55 e 2,15, respectivamente. Entre os 20% mais pobres do Nordeste, os números passaram de 2,73 para 2,01. Novamente mostrando que a redução foi bem maior entre os mais pobres.

 

 

Os números do levantamento foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e se baseia nas edições de 2003 a 2013 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, os dados derrubam a tese de que a política assistencialista do Programa Bolsa Família estimula as famílias mais pobres do país a gerar mais filhos para receber mais benefícios.

“Mesmo a redução no número de filhos por família sendo um fenômeno bastante consolidado no Brasil, as pessoas continuam falando que o número de filhos dos pobres é muito grande. De onde vem essa informação? Não vem de lugar nenhum porque não é informação, é puro preconceito”, disse.

 

Pesquisa do IBGE derruba tese de que os mais pobres fazem filhos para ganhar bolsa-família
Pesquisa do IBGE derruba tese de que os mais pobres fazem filhos para ganhar Bolsa Família

 

Para a ministra, o que explica a queda na natalidade é que “O Bolsa Família tem garantido que essas mulheres frequentem as unidades básicas de Saúde. Elas têm que ir ao médico fazer o pré-natal e as crianças têm que ir ao médico até os 6 anos pelo menos uma vez por semestre. A frequência de atendimento leva à melhoria do acesso à informação sobre controle de natalidade e métodos contraceptivos”.

 

 

Em complemento à analise da ministra, Suzana Cavenaghi, a demógrafa da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE acredita que o melhor indicador para se analisar a questão da fecundidade no país deve ser o número de filhos por mulher e não por família, já que, neste último caso, são contados somente os filhos que residem no mesmo domicílio que os pais e não os que já saíram de casa ou os que moram em outros lugares. A hipótese mais provável, segundo Suzana, é que o acesso aos métodos contraceptivos tenha crescido nos últimos anos, além da alta do salário mínimo e também da melhoria na qualidade de vida.

“Sabemos de casos de mulheres que, com o dinheiro que recebem do Bolsa Família, compram o anticoncepcional na farmácia, porque no posto elas só recebem uma única cartela”, disse. “É importante que esse tema seja estudado porque, apesar de a fecundidade ter diminuído entre os mais pobres, há o problema de acesso e distribuição de métodos contraceptivos nos municípios. É um problema de política pública que ainda precisa ser resolvido no Brasil”, concluiu.

Criador: Equipe O Polêmico

Fonte: IBGE
Assuntos
Temer diz que estuda aumento da alíquota do IR em até 35%
Temer diz que estuda aumento da alíquota do IR em até 35%
Lula se diz ansioso para depor a Moro pela Lava Jato
Lula se diz ansioso para depor a Moro pela Lava Jato
Dilma ironiza Temer e Aécio
Dilma ironiza Temer e Aécio
Sérgio Moro é imparcial ou comprometido politicamente?
Sérgio Moro é imparcial ou comprometido politicamente?
Os comentários não representam a opinião do Site. A responsabilidade é do autor do comentário.



Procurando Roupas Femininas Importadas?
Produtos Importados com os menores preços e entrega para todo Brasil!


Produtos Importados com os menores Preços e Entrega para todo Brasil
Mais Procurados Assuntos mais Pesquisados no Momento
Ícone Parceiros Parceiros do Polêmico
Climatologia Geográfica | Descubra mais da ciência, paisagens incríveis e muito mais.      Ciências e Tecnologias | Artigos e Noticias de Ciências e Tecnologia      Jornal Eletrônico - Gente de Opinião

Portal SOS Notícias do RN      SAJ Notícias      Fotografe Livre  - Tudo sobre fotografia, até dicas!      cearensizando

W3 Directory - the World Wide Web Directory      AhTrollei - Cuidado você pode estar sendo trollado!: Parceria      Infotec Blog - Tecnologia em primeira mão!          

RGN no Ar | Rio Grande do Norte                S1 Notícias      Debates Culturais - Liberdade de Idéias e Opinioes!

Você já pensou em deixar uma carta ou mensagem após a morte? Conheça nosso testamento online.
Polêmico       Polêmicas       Notícias       Debates       Discussões Noticias

aids       desigualdade social       meninos e meninas       pena de morte       jesus comunista      
 
© opolemico.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Melhor visualizado na resolução: 1024 x 768 px.  -  Política de Privacidade
Contato Contato