(Fechar X)
Promoção Produtos Importados Br
 
O Polêmico - Suas ideias nos movem
Login / Cadastro Seta Dupla
Olá, Visitante.
Logar com Facebook
Esqueceu a senha?
Cadastrar
Ícone Enquete O Polêmico quer saber a sua opinião:
Home   

Sociedade


           

Atualmente, as mulheres traem tanto quanto os homens.

  Tamanho da Fonte:
Diminui Tamanho Fonte -    Aumenta Tamanho Fonte+
Imprimir Polêmica Imprimir
Comunicar Erro Comunicar Erro
Atualmente, as mulheres traem tanto quanto os homens.

O pensamento de que os homens são os infiéis das relações já está mudando. Entre os jovens, a porcentagem dos "traidores assumidos" já é bem próxima.

"A traição entre homens e mulheres é similar nos casais jovens, exceto em países asiáticos, onde o valor da mulher é baseado na pequena quantidade de experiências sexuais ou virgindade", afirma a pesquisadora Pepper Schwartz, que também é professora de Sociologia nos Estados Unidos, na Universidade de Washington.

Segundo a pesquisadora, que é coautora do livro "The Normal Bar: The Surprising Secrets of Happy Couples" ("O Padrão Normal: Os Surpreendentes Segredos dos Casais Felizes", em tradução livre, sem edição em português), que foi baseado em informações de cerca de 100 mil pessoas, entre os mais velhos, principalmente depois dos 40 ou 50 anos, o comportamento fica muito mais frequente entre os homens. "A traição masculina é três a quatro vezes mais comum nesses casos", afirma.

No Brasil, os dados comprovam a opinião da professora norte-americana. Nos homens acima dos 60 anos, 66,2% admitiram ter sido infiéis ao menos uma vez na vida contra 21% das mulheres, revelaram dados do levantamento Mosaico Brasil, onde 8.200 pessoas foram entrevistadas em 2008.

Entre os entrevistados de 18 a 25 anos, a diferença diminui bastante: 49% das mulheres afirmaram ter traído, contra 65% dos homens na mesma faixa de idade. Segundo o site de relacionamentos extraconjugais Ashley Madison, que possui cerca de 3 milhões de usuários no Brasil, há uma mulher para cada homem cadastrado na faixa dos 20 aos 40 anos.

Eduardo Borges, diretor geral da rede social no Brasil, afirmou que em 2011, no início do site, a porcentagem de homens nessa faixa ainda era bem mais alta, em torno de 65%. "Conforme o site foi crescendo, percebemos um aumento de mulheres procurando pelo serviço", afirmou. Entretanto, entre os mais velhos, a infidelidade continua sendo um comportamento de predomínio masculino. "A partir dos 50 anos de idade, temos 14 homens para cada mulher", conclui Borges.

 

 

Infidelidade feminina

Se entre os mais jovens as mulheres traem tanto quanto os homens, isso se deve, principalmente, a maior igualdade, ou menor desigualdade entre os gêneros, conquistada nas últimas décadas. Com mais independência e liberdade, ficou mais fácil pras mulheres alimentarem seus desejos e colocarem-nos em prática. "Hoje em dia, elas têm muito mais oportunidades e possibilidades, inclusive no que diz respeito à busca por uma vida afetiva e sexual satisfatória", afirma a antropóloga Maria Silvério, investigadora do CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia), em Lisboa (Portugal), e autora do livro "Swing: Eu, Tu...Eles" (Chiado Editora).

Maria afirma que, nas gerações passadas, muitas mulheres se mantiam casadas porque não tinham outra alternativa, elas não trabalhavam nem se sustentavam e tinham então suas vidas inteiramente dependentes à do marido. "Isso, provavelmente, dificultava a infidelidade feminina", acredita.

As leis que agilizavam o divórcio e liberavam o adultério, em várias partes do mundo, também ajudou para diminuir o medo delas trairem. "As mulheres viajam mais, estão mais no escritório e têm oportunidade de encontrar alguém, mantendo essa experiência longe dos seus maridos e de suas famílias", afirma Pepper.

Entre os casais homoafetivos, a pesquisadora concluiu que os homens são mais liberais com relações extraconjugais. Ao contrário das lésbicas, que tendem a não aceitar tão bem esse comportamento. "Se elas traem, é muito mais provável que seja sério e se transforme em uma relação concorrente à vida do casal", concluiu a pesquisadora.

Além disso, não podemos esquecer que há casais em que as relações extraconiugais são de comum acordo, o famoso "relacionamento aberto".

 

Quem trai?

Não é possível, nem ético, traçar um perfil de um possível(a) traidor(a). Entretanto, o médico e psicanalista Mauro Hegenberg, supervisor do NAPC (Núcleo de Atendimento e Pesquisa da Conjugalidade e da Família) do Instituto Sedes Sapientiae, concluiu que costumes familiares e culturais levam a comportamentos que se repetem. "Por conta disso, mesmo em casamentos onde a convivência vai bem, a infidelidade pode ocorrer", diz.

No estudo para o livro "The Normal Bar", Pepper e os autores Chrisanna Northrup e James Witte constataram que nos 27% dos casais mais felizes também existia traição. As razões alegadas foram variadas, desde o desejo por aventura ou um novo parceiro até a necessidade de se sentir atraente. "Algumas vezes, isso não tem nada a ver com a condição do casamento, se é bom ou ruim", fala Pepper.

Em pesquisas no site Ashley Madison, segundo Eduardo Borges, fazer sexo com uma mulher mais jovem é o desejo número um dos homens cadastrados. Entre o público feminino, os grandes motivos para a traição, além do sexo, vão desde vingança à necessidade de afeto.

Mesmo estando se igualando em números, pelo menos entre as novas gerações, as traições não são vistas da mesma forma em ambos os sexos.

"A infidelidade masculina ainda é mais aceita do que a feminina, pois quando o homem trai isso é considerado normal", diz Maria Silvério. Já as puladas de cerca das mulheres nem sempre são socialmente perdoáveis como a dos homens. "O peso de ser 'corno' no Brasil ainda atua com muita força sobre os homens, como uma ameaça à masculinidade", explica a antropóloga.

Criador: Equipe O Polêmico

Fonte: mulher.uol.com.br
Assuntos
Polêmica exposição QUEERMUSEU do Santander é cancelada
Polêmica exposição QUEERMUSEU do Santander é cancelada
Garotinho é preso durante programa de rádio
Garotinho é preso durante programa de rádio
Lula perguntou se teria um juiz imparcial
Lula perguntou se teria um juiz imparcial
Leandro Karnal critica alunos da festa
Leandro Karnal critica alunos da festa "SE NADA DER CERTO"
Os comentários não representam a opinião do Site. A responsabilidade é do autor do comentário.



Procurando Roupas Femininas Importadas?
Produtos Importados com os menores preços e entrega para todo Brasil!


Produtos Importados com os menores Preços e Entrega para todo Brasil
Mais Procurados Assuntos mais Pesquisados no Momento
Ícone Parceiros Parceiros do Polêmico
Climatologia Geográfica | Descubra mais da ciência, paisagens incríveis e muito mais.      Ciências e Tecnologias | Artigos e Noticias de Ciências e Tecnologia      Jornal Eletrônico - Gente de Opinião

Portal SOS Notícias do RN      SAJ Notícias      Fotografe Livre  - Tudo sobre fotografia, até dicas!      cearensizando

W3 Directory - the World Wide Web Directory      AhTrollei - Cuidado você pode estar sendo trollado!: Parceria      Infotec Blog - Tecnologia em primeira mão!          

RGN no Ar | Rio Grande do Norte                S1 Notícias      Debates Culturais - Liberdade de Idéias e Opinioes!

Você já pensou em deixar uma carta ou mensagem após a morte? Conheça nosso testamento online.
Polêmico       Polêmicas       Notícias       Debates       Discussões Noticias

aids       desigualdade social       meninos e meninas       pena de morte       jesus comunista      
 
© opolemico.com.br, Todos Direitos Reservados  -  Melhor visualizado na resolução: 1024 x 768 px.  -  Política de Privacidade
Contato Contato